Correção de Lóbulo de Orelha

O lóbulo da orelha é a única parte da orelha que não contém cartilagem.  Como resultado, é muito mais delicado do que o resto da orelha e é passível de ser facilmente rasgado e deformado.

lobulo01Geralmente o uso inadequado de brincos pesados, juntamente com outros fatores, como reações eczematosas (alérgicas de contato) ocasionadas pelos metais dos brincos, ocasionam o trauma, que a longo prazo, irá “rasgando” a pele  do lóbulo da orelha. Traumas externos, como uma puxada do brinco inadvertida , podem também alargar ou mais comumente rasgar o lóbulo da orelha.

O peso do brinco que uma orelha suporta varia de acordo com características individuais. Portanto, não existe um peso pré-determinado capaz de provocar a alteração no lóbulo. Mas se por acaso o brinco provocar, de alguma forma, uma tensão na pele, substitua por um mais leve. Aposte no bom senso para identificar o brinco ideal e apropriado.

Brincos que causam reações alérgicas locais, como vermelhidão, secreção, descamação ou dor, devem ser evitados, pois estas reações com o tempo, vão causando enfraquecimento da pele e facilitando o “rasgo” da pele do lóbulo da orelha.

Muitas mulheres têm recorrido à cirurgia de correção do lóbulo de orelha. Esta correção pode ser de apenas um furo do brinco mais alargado ou até o extremo de um lóbulo fendido (rasgado).

lobulo02

O lóbulo fendido pode ser reparado com a zetaplastia, com o tratamento de incisão e sutura ou ainda com a técnica de retalho. É o cirurgião plástico quem decidirá qual a mais indicada para cada caso.

Geralmente o método mais simples, com os melhores resultados é a simples incisão dos bordos da fenda no lóbulo, seguida de pontos simples.

Nos casos em que a fenda no lóbulo é muito grande, quase rasgando todo lóbulo, completa-se a separação, com retirada dos bordos da fenda, seguida de pontos simples.

A cirurgia é feita  sob anestesia local, a nível ambulatorial. O curativo deve ser trocado no dia seguinte conforme orientação médica. Os pontos são retirados após sete a dez dias e é possível retornar as atividades normais no mesmo dia.

O resultado definitivo é percebido seis meses após a cirurgia, quando a cicatriz fica no nível original da pele, tornando-se praticamente imperceptível.

Usar brincos no pós-operatório imediato não é recomendável, pois podem causar traumatismo e prejudicar a cicatrização. Não é recomendável fazer novo furo na mesma região já que houve o rasgo e a pele afinou. Pode ser feito um novo furo numa região próxima cerca de 2 a  3 meses após a cirurgia.

DEPOIMENTO

Falar sobre auto estima é algo muito fantástico, pois nós mulheres ficamos realizadas por poder conquistar um sonho em busca do corpo ideal. Ainda bem que temos profissionais cirurgiões plásticos como vocês capazes de ajudar na realização de concretizar o bem estar do ser humano. Obrigada Dr. Arnaut e Dra. Taís por ter facilitado esse tão sonhado momento. Estou muito feliz e serei sempre muito grata ao casal.

- Gabriela Del Pizzol